São Sebastião e Oxóssi

saosebastiao2013A história de Sebastião começa em Pretória, na Itália, por volta do século III, sendo de uma família cristã e tendo sido batizado como tal. Quando mais velho ingressou no exército romano e chegou a ser considerado um grande oficial pelo imperador Diocleciano. Sebastião nunca deixou de ser cristão e levava a palavra de Cristo aos colegas e até ao governador de Roma, Cromácio e seu filho, Tibúrcio.

Acabou denunciado por justamente fazer o contrário do que deveria sendo do exército romano. Diante do imperador, não negou sua fé e foi condenado à morte. Amarrado a um tronco, foi alvejado por flechas, mas sobreviveu a ser levado à casa de uma mulher chamada Irene e lá tratado até que se recuperasse. Ele retornou à presença do imperador para confrontá-lo pelas injustiças cometidas e foi novamente condenado à morte, dessa vez, por açoitamento. O fato ocorreu a 20 de janeiro de 288.

No Rio de Janeiro, São Sebastião é padroeiro da cidade que leva seu nome, São Sebastião do Rio de Janeiro (fundada em 1º de março de 1565). Dois anos após sua fundação, a cidade foi invadida de novo, dessa vez por franceses que incomodaram os primeiros invasores, os portugueses, mas foi defendida com a liderança de Estácio de Sá, que comandou a expulsão dos franceses, mas foi alvejado no olho por uma flecha, na batalha de Uruçu-mirim (atual praia do Flamengo), em 20 de janeiro de 1567, o que provocou sua morte um mês depois.

Dia 20 de janeiro, expulsão dos franceses do Rio de Janeiro, assim como a morte de São Sebastião e por meio de flecha, não tinha como São Sebastião não ser o padroeiro da cidade que Estácio de Sá fundou.

A outra metade da conversa é sobre Oxossi, sincretizado com o santo,oxossi2013 provavelmente por ter sobrevivido a flechadas, elemento de símbolo do orixá rei das matas e caçador. Ok, eu sei que na Bahia São Sebastião e São Jorge são “invertidos” (em relação ao Rio, claro, não to dizendo que há o certo ou o errado, até por que trata-se de sincretismo, não de regras universais), o que leva Oxossi a ser ligado a São Jorge na Bahia é sua lança pra cima do dragão, o que simboliza também um ato de caça, de busca e superação dos desafios.

Oxossi é a energia que faz com que busquemos o que nos é preciso, assim como a caça é o simbolismo do que queremos, da busca pelo conhecimento, a fartura é a aquisição, é um conceito bem amplo, qualquer coisa que você precise é algo a ser buscado e compartilhado com o próximo, assim como os caçadores fazem nas aldeias. Salve São Sebastião, Okê Aro, Oxossi, caçador de uma flecha só!

Anúncios

Sobre Fernando Sagatiba

Negro, jornalista, sambista, desenhista, sarcástico e um pretenso auto-proclamado observador da problemática contemporânea. Filiado à UNEGRO-RJ.
Esse post foi publicado em Minha Fé e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s