Bezerra da Silva: O preço da glória

bezerra opreçoadagloria

Na minha humilde e não perguntada opinião, uma das letras e melodias mais emocionantes já gravadas por Bezerra da Silva.

Bezerra da Silva é mais conhecido pela irreverência em crônicas do cotidiano da favela, sobretudo do morro do Cantagalo, (entre Copacabana e Ipanema, Zona Sul do Rio) e suas críticas sociais disfarçados de ironias, personagens e situações. A parte da vida de Bezerra da Silva que a maioria não conhece é o que ele canta em O preço da glória, música que, sinceramente, não sei se foi escrita por (ou para) ele, pois, o que não falta é gente do nordeste tentando a vida por aqui, mas conhecendo a história de Bezerra, todas as possibilidades se convergem, já que seu propósito maior na carreira foi justamente denunciar as dificuldades sociais do pobre, sendo ele mesmo ou não.

A música poderia ser reconhecida até como uma espécie de samba-

Sequência do primeiro trabalho lançado, trazia boas composições típicas do Coco nordestino, mas não teve repercussão, tendo inclusive releituras em versão de samba posteriormente. Eu recomendo.

Sequência do primeiro trabalho lançado, trazia boas composições típicas do Coco nordestino, mas não teve repercussão, tendo inclusive releituras em versão de samba posteriormente. Eu recomendo.

enredo sobre Bezerra (e já foi parte de enredo sobre o sambista), pois faz, em poucas estrofes, um apanhado geral sobre a vida de Bezerra da Silva desde quando saiu de Pernambuco após conflitos com a família, por querer ser músico, e a expulsão da Marinha mercante, descobriu o paradeiro do pai no Rio de Janeiro e foi atrás dele. Tendo diversos conflitos com seu progenitor, foi morar sozinho no morro do Cantagalo, onde vivia de trabalhos na construção civil, tendo passado um período de dissabores, viveu nas ruas até chegar ao limiar da miséria total, quando, se convertendo à Umbanda, passou a atuar também como compositor, cantor e instrumentista.

Marca registrada: Denunciar as safadezas a que a sociedade, principalmente o pobre, sofre nas mãos dos corruptos.

Marca registrada: Denunciar as safadezas a que a sociedade, principalmente o pobre, sofre nas mãos dos corruptos.

Começou gravando Cocos (o ritmo nordestino que já citei em post passado), mas sem muito sucesso, até gravar sambas e encontrar um público fiel. A partir daí, passou a falar do cotidiano da favela e gravar compositores anônimos, segundo ele, os verdadeiros poetas, cronistas da sociedade. Assim, Bezerra da Silva passou a ser o mensageiro dos excluídos da sociedade – tendo sido por anos ele mesmo um – o que o fez ser visto com desconfiança pela mídia – que praticamente sempre o ignorou – por atribuir a ele uma visão de apologia ao crime. Mas, na verdade, seu mérito foi justamente falar do que ninguém tinha coragem ou conhecimento. Com irreverência e uma certa acidez, ele conseguia falar, denunciar e criticar e ainda ser engraçado.

José Bezerra da Silva nasceu em Recife, a 23 de fevereiro de 1927 e

Também valia uma ironia pra tratar dos temas comuns no morro.

Também valia uma ironia pra tratar dos temas comuns no morro.

nos deixou em 17 de janeiro de 2005, aos 77 anos e convertido ao protestantismo neopentecostal (desde 2001). Hoje, ele completaria 86 anos. Como diz na canção, o preço da glória foi doloroso, mas conseguiu chegar lá. Seu trabalho deixou um legado muito importante, o olhar para o pobre e para as classes menos abastadas da sociedade, que sempre sofrem o preconceito, mas não são ouvidas para que mostrem seu lado da história, apenas julgamento e preconceito. Quem dera tivéssemos mais artistas como Bezerra pra reportar a vida de dificuldades do pobre, para, incentivar mais e mais pessoas a se conscientizarem e buscarem mudanças dessa realidade.

Anúncios

Sobre Fernando Sagatiba

Negro, jornalista, sambista, desenhista, sarcástico e um pretenso auto-proclamado observador da problemática contemporânea. Filiado à UNEGRO-RJ.
Esse post foi publicado em Tesouros do Samba e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s