2 de março: Dia da mulher angolana

Comemorado em Angola, o dois de Março é dia consagrado à mulher angolana, em reconhecimento ao seu papel desempenhado na luta de resistência do povo angolano contra a ocupação colonial portuguesa.

dia 2 de março dia da mulher angolana

A efeméride, de particular importância, não só para as mulheres, mas também para os restantes membros da sociedade, deve-se ainda ao reconhecimento por si prestado e que, com coragem, determinação e com o preço das suas vidas, contribuíram para que Angola fosse hoje um país livre e independente.
A mulher angolana desempenhou sempre um papel de destaque no processo de libertação do país, com exemplos representativos dos feitos heroicos da rainha Ginga Mbandi, num passado longínquo, e de Deolinda Rodrigues, Irene Cohen, Engrácia dos Santos, Teresa Afonso, Lucrécia Paim e outras anônimas.
Este ano, as mulheres angolanas, em particular à rural, são exortadas a transformarem as comemorações da data numa jornada de reflexão, que permita um debate sadio e construtivo, tendo em vista a busca de soluções consensuais para os seus problemas.
Assim, considera-se imprescindível que o Estado continua a apoiar à luta pela erradicação de atitudes que contrastem com a importância do papel social da mulher ou que violem os seus direitos individuais e colectivos, criando condições para a sua proteção.
No caso vertente da República de Angola, e não obstante as conquistas alcançadas, há a consciência de que a mulher angolana continua ainda a enfrentar inúmeros problemas para a sua plena emancipação.
O alto grau de analfabetismo que grassa no seio das mulheres, a desigualdade nas oportunidades de emprego e de ascensão sócio-profissional, a persistência da violência no lar, que atinge essencialmente as mulheres e os filhos, são alguns dos muitos problemas para os quais a sociedade civil deverá prestar uma atenção especial.
A data, de relevante importância para o povo angolano, comemora-se num momento em que se consolida a paz, a reconstrução nacional, se começa a dar os primeiros frutos e a sociedade caminha, de forma irreversível, para um maior equilíbrio do gênero em todos os níveis da estrutura social e do Estado.

Fonte: Angonoticias
Artista plástico: Neves e Souza
Edição de imagens: Miranda
As imagens de mulheres utilizadas na montagem, representam as mulheres dos diversos povos angolanos.

Texto via Facebook, copiado da página Nomes Afro e Africanos e seus Significados.

Anúncios

Sobre Fernando Sagatiba

Negro, jornalista, sambista, desenhista, sarcástico e um pretenso auto-proclamado observador da problemática contemporânea. Filiado à UNEGRO-RJ.
Esse post foi publicado em Papo Malandro e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para 2 de março: Dia da mulher angolana

  1. Diego Sarmento disse:

    Boa tarde! Me chamo Diego Sarmento e sou um assíduo leitor de seu blog. Moro em Belém do Pará e gostaria de parabenizar sua iniciativa. Já li vários posts seus falando sobre compositores deste nosso samba e gostaria de ver alguns nomes pairando por suas páginas. Minhas primeiras sugestões: Aluízio Machado e Wanderlei Monteiro.

    Mais uma vez parabéns pelo trabalho!

  2. Valeu, Diego, muito bom saber que de uma iniciativa quase que solitária (não a causa em si, mas a paixão pelo tema) a gente vai encontrando mentes em sintonia com nossas ideias. Está anotada a sugestão e obrigado, mais uma vez, continue por aí! abçs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s