30 anos sem Clara Nunes, um ser de luz

clara nunes - 30 anos semÉ meio que redundante eu querer explicar a história da canção Um Ser de Luz, em todos os sentidos. Mas, não posso deixar passar uma data tão marcante para a música e cultura populares, já que Clarinha (Clara Nunes, para os íntimos) não se considerava uma sambista, mas uma cantora da boa música (e repertório para tanto a danada tinha). Clara Francisca Gonçalves Pinheiro gravava músicas de estilos populares e outros um tanto mais rebuscados, como boleros, modas e tals, mas quando Ataulfo Alves a aconselhou que gravasse samba, pois, segundo ele, ela tinha tudo a ver com o gênero, aí ela arrebentou com o lançamento de Você Passa Eu Acho Graça, de autoria do próprio Ataulfo. Pronto, Clarinha passava a ser uma das mais belas vozes a representar nosso querido e amado Samba, com clássicos e mais clássicos que se cantam até hoje em boas rodas de samba. Basta exemplificar que ela gravou nomes como João Nogueira, Paulo César Pinheiro, seus compadre e marido (tá, esses são hours concours, vai), Candeia, Xangô da Mangueira e Chico Buarque.

clara nunes - ser de luz 30 anos semHoje se completam 30 anos sem Clara Nunes e, ainda esse ano, ela completaria 70 anos de idade. Muito homenageada e regravada em tributos, shows e diversas apresentações, Clara Nunes é ainda hoje uma recordista de vendas na indústria fonográfica, o que faz dela uma recordis ta também pelo fato de ser uma mulher, já que existia a máxima de que “mulher não vende disco”. Essa leonina, filha de Ogum com Iansã mostrou que era guerreira e veio lá do interior de Minas pra brilhar em todo Brasil. Era um sabiá que faz falta em nossa música, pois, faça ideia em como ela continuaria a dominar a cena se entre nós ainda estivesse, com aquele vozeirão e presença de palco. Fique agora com a – na minha opinião – melhor versão de Um Ser de Luz – na interpretação de Alcione, de autoria de – pasmem! – João Nogueira e Paulo César Pinheiro. De todas as homenagens, aquela feita pelos artistas mais próximo de sua vida profissional e pessoal, sem dúvida, é das que mais emociona pelo coração impresso na letra e melodia. Curta essa beleza através de outra das maiores vozes desse país, quiçá, do mundo.

Anúncios

Sobre Fernando Sagatiba

Negro, jornalista, sambista, desenhista, sarcástico e um pretenso auto-proclamado observador da problemática contemporânea. Filiado à UNEGRO-RJ.
Esse post foi publicado em Tesouros do Samba e marcado , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para 30 anos sem Clara Nunes, um ser de luz

  1. Aristeu Castilhos da Rocha, cidade: Júlio de Castilhos, RS disse:

    Clara querida…. O teu canto evoca o Brasil, a Portela e a cultura Afro-brasileira….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s