Marquinhos Satã e Roberto Ribeiro – Me engana que eu gosto

Marquinhos Satã e Roberto Ribeiro - Me engana que eu gosto

Achei deveras pertinente essa canção, sobretudo na voz de dois dos grandes cantores da música brasileira.

E esse é um partido alto moderno e no formato clássico. Quadrado harmônico (com variações próprias), irreverência e crítica social. Tem também um quê de sarcasmo, mas isso é um tempero a mais na minha opinião particular. Samba também pode ser político e eu vou postando conforme surgir oportunidade, não é só poesia a serviço do romantismo, é também protesto, já que Samba é a voz popular e o povo precisa falar, gritar e exigir. Enfim, o povo precisa se comunicar, porque, já dizia um dos mestres da comunicação desse país, quem não se comunica…

Anúncios

Sobre Fernando Sagatiba

Negro, jornalista, sambista, desenhista, sarcástico e um pretenso auto-proclamado observador da problemática contemporânea. Filiado à UNEGRO-RJ.
Imagem | Esse post foi publicado em Falando Nisso.... Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s