Vitrola de Ficha: Oyá-Canto de Oração (Grupo Sensação)

Ao centro, você vê Carica, grande compositor e um dos autores de nosso objeto de estudo de hoje. E à esquerda em baixo, onde está o nome do CD, Marquynhos Sensação.

Essa canção é figurinha fácil em rodas de samba já há anos, talvez, muita gente não lembre, ou nem saiba, mas ela é um pouco mais antiga do que se sugere. É que apesar de ser sucesso na voz do sempre irrepreensível Reinaldo, a canção de Carica e Prateado já havia sido lançada bem antes. Veja bem, o Príncipe do Pagode gravou em 2000, num CD que registrava apresentações ao vivo com convidados ‘Pagode pra Valer Vol.2’, pela Warner Music (o volume 1 tinha saído um ano antes, em 1999). Mas Oyá já tinha saído pelo grupo do qual Carica participava então, Grupo Sensação (aquele mesmo do Marquynhos), no CD Mais uma Paixão, de 1992 (sim, a canção tem 23 anos neste momento).

Ela é uma música, uma peça de entretenimento pra gente se divertir, ela tem uma letra social e politica (não percamos o foco, ainda tentávamos viver com um presidente Collor seqüestrando cadernetas de poupança, metido com um dos maiores escândalos políticos de nossa história, moeda fraca e miséria assolando a população pobre), ela é poética, é uma oração… caras, isso é um hino e merece estar sempre ‘na ativa’ essa música. Nós merecemos cantar e o orixá dos ventos merece essa homenagem.

Sem enrolação, fique com ela logo abaixo. Apesar de Reinaldo ser presença mais comum neste espaço, optei por usar um link para a gravação original do Sensação, pois além da memória afetiva, acho essa gravação particularmente impecável. Talvez na carona de Guineto e Arlindo Cruz, o banjo recebeu um tratamento lindo pela produção e masterização desse CD.

“Oya

É o povo de cá pedindo pra não sofrer

Nossa gente ilhada precisa sobreviver

E levantam-se as mãos pedindo pra Deus, Oya

Já não se vive sem farinha e pirão não há

Não haveria motivos pra gente desanimar

Se houvesse remédio pra gente remediar

Já vai longe a procura da cura que vai chegar…”

Axé e Eparrei!

Anúncios

Sobre Fernando Sagatiba

Negro, jornalista, sambista, desenhista, sarcástico e um pretenso auto-proclamado observador da problemática contemporânea. Filiado à UNEGRO-RJ.
Esse post foi publicado em Vitrola de Ficha e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s