Cartola – 108 anos

cartola_mangueira_rj_1978

Artista nato de mão cheia, poeta dos mais sensíveis (que se dedicava a ler Camões, Olavo Bilac e outros para aprimorar e desenvolver seu vocabulário e poesia), Angenor de Oliveira, arengueiro por natureza que fundou a Estação Primeira de Mangueira, completaria 108 anos neste 11/10/2016.

 

Aliás, só descobriu que seu próprio nome tinha o N depois do A quando oficializou o casamento de 12 anos com Dona Zica, isso já aos 55 anos de idade.

 

Aliás, é uma questão curiosa, pois já vi vídeos do poeta falando se tivesse ‘estourado’ mais cedo, mais cedo teria se perdido, se referindo a seu jeito de ser. Ele dizia que seus vícios eram ‘beber, fumar, tocar violão e correr atrás de mulher’ (geralmente, as mais velhas, pra evitar de fazer filho).

cartola

Não à toa já tinha sido gravado por nomes grandes da nossa música como Carmen Miranda, Pixinguinha, Francisco Alves(o compRositor, mas sobre isso eu falo outra hora) e outros, mas nunca acumulou grana e viveu de empregos simples a vida toda. Só chegou ao sucesso individual como artista mesmo já com 65 anos, quando seu primeiro disco foi lançado.
cartola-04Morreu em 30 de novembro de 1980, de câncer, na pobreza, numa casa doada pela prefeitura.

 

Fonte: Infoescola

Anúncios

Sobre Fernando Sagatiba

Negro, jornalista, sambista, desenhista, sarcástico e um pretenso auto-proclamado observador da problemática contemporânea. Filiado à UNEGRO-RJ.
Esse post foi publicado em Falando Nisso..., Tesouros do Samba e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s