Resenha: Samba da Filosofia, Movimento Cultural

whatsapp-image-2017-01-28-at-18-41-46

O sentimento que resume é agradecimento. Mas se fosse pra ser resumido, não seria Samba. Seria só uma conversa de esquina, como quem esbarra com o amigo de longa data que há muito tempo não se vê. Não. Esse sentimento é o de gratidão por levarmos para uma região carente de eventos de cunho cultural e que acaba se tornando um ponto de encontro social.

WhatsApp Image 2017-01-29 at 13.05.53.jpeg

Famílias se reúnem ali, amigos que não se veem com freqüência se encontram, a vizinhança comparece, põe as cadeiras e banquinhos na calçada, criançada corre, tem pula-pula e essas coisas de subúrbio que a gente fica feliz em trazer, porque crescemos com isso e valorizamos o que nosso povo tem de bom.

whatsapp-image-2017-01-28-at-13-11-51

Preparativos e expectativas em dia de Samba da Filosofia é uma energia que quase pode ser tocada em pleno ar, é uma coisa que envolve, que já começa dias antes, durante a divulgação e vai crescendo, cada um vem chegando de um lado, é mesa pra arrumar, som pra testar, o bandeirão dando aquela carteirada: “Ó, é o Filosa que vem aí, hein!”.

whatsapp-image-2017-01-29-at-13-09-50

As pessoas vão aparecendo, duas, três, dez, um montão e quando vê, a gente não percebe mais a diferença, é todo mundo uma coisa só, uma só voz cantando Samba. Nem microfone tem, que é pra todo mundo cantar igual. Só não canta quem não sabe a letra ou quem parou pra dar um gole no meio do refrão.

whatsapp-image-2017-01-29-at-13-06-39

Ainda tem coisa muito boa pra acontecer, porque o intuito do nosso projeto é ser um movimento cultural de representatividade do Samba enquanto cultura. E isso não envolve apenas a música samba, mas a culinária, roupas, artesanato, adereços, lenços, turbantes, quiçá, palestras, um mini sarau, enfim… o Samba é muito vasto e ali ele é o rei.

whatsapp-image-2017-01-29-at-13-09-46

Todo último sábado de mês é essa energia e este mais recente não foi diferente. A cada encontro a coisa melhora e é muita felicidade ver que uma resenha de amigos que começou informalmente numa barraca durante o carnaval, hoje, às vésperas de completar 1 ano, já tenha esse contorno abrangente. Fica esperto que vem coisa boa por aí. Porquê? Porque isso é o Samba da Filosofia, morou, Maria?

whatsapp-image-2017-01-30-at-13-17-21

Samba da Filosofia

Quando: Todo último sábado de mês, a partir das 17h.

Onde: Rua Dr. Jaime Marques de Araújo, S/N, Campinho, Rio de Janeiro.

Quanto é o ingresso: GRATUITO

Curta nossos perfis:

facebook.com/sambadafilosofia 

instagram.com/sambadafilosofia/

 

Esses foram registros do encontro de janeiro. Até o do mês que vem!

Anúncios

Sobre Fernando Sagatiba

Negro, jornalista, sambista, desenhista, sarcástico e um pretenso auto-proclamado observador da problemática contemporânea. Filiado à UNEGRO-RJ.
Esse post foi publicado em Samba da Filosofia e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Resenha: Samba da Filosofia, Movimento Cultural

  1. Hugo Silva disse:

    Um dos melhores sambas que eu já vi …
    Famílias, crianças e idosos participam e interagem com a roda de samba…
    Todo sambista que chega é sempre MT bem recebido, sempre com muita humildade e carinho… VIDA LONGA AO SAMBA DA FILOSOFIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s